O Velocity 2018 em New York é a maior conferência sobre Sistemas distribuídos, alta performance e Arquitetura de aplicações.  O Velocity é promovido pela Oreilly com o apoio de grandes empresas e profissionais do mercado de tecnologia.

Durante o Velocity eu tive a oportunidade de interagir e entender como os profissionais estão tratando projetos complexos envolvendo Microservices, Cloud e DevOps / SRE.

Eu tive uma grande dificuldade em escolher as palestras devido ao grande número de opções incríveis. Uma das palestras que me chamou a atenção foi o tratamento de trace distribuído em cenário de Microservices apresentada pelo Naoman Abbas (Pintrest).

A Bridget Kromhout (Microsoft) conduziu a iniciativa “Kubernetes 101” com uma rápida imersão na adoção de Kuberentes e demonstrando como operacionalizar os cenários “Cloud Native”.

A Tuli Nivas (Sales Force) abordou o tema “Performance anomaly detection at scale” demonstrando os desafios da Sales Force para gerenciar a sua plataforma de SaaS.

A Idit Levine (solo.io) abordou o tema “Debuggin microservices apps via a service mesh, Open Tracing, and Squash” demonstrando um grande desafio atual para quem desenvolve microservices e precisa rastrear todo o ciclo da aplicação.

Essas palestras foram apenas uma pequena amostragem do Velocity 2018. Esse tipo de evento é uma grande oportunidade para se conectar com a comunidade de sistemas distribuídos e os engenheiros que estão enfrentando problemas reais e compartilhando.

Para ver todos os detalhes:
https://conferences.oreilly.com/velocity/vl-ny

Um breve resumo do Velocity 2018 em New  York



Até a próxima !!!

Ramon Durães

Exibições: 79

Comentar

Você precisa ser um membro de DevBrasil para adicionar comentários!

Entrar em DevBrasil

© 2019   Criado por Ramon Durães.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço