João Castro
  • Masculino
  • Salvador, Bahia
  • Brasil
Compartilhar no Facebook
Compartilhar

Amigos de João Castro

  • Cláudio Roberto
  • Rafael Martins
  • Rigel Octaviano de M. Aguilar
  • Vinicius Rocha
  • Jenser Almeida
  • Wilke Gutierre
  • Marcos Lucas Melo
  • Antonio Lucas Finotti Pereira
  • Paulo Freire
  • Andre Baltieri
  • José Diego Mariano de O. Passos
  • Thaís Simonato de Paula
  • Ramon Durães

Presentes recebidos

Presente

João Castro ainda não recebeu nenhum presente

Dar um presente

 

Página de João Castro

Blog de João Castro

DataSet Tipado II - Rotina completa

Postado em 27 maio 2011 às 19:30 1 Comentar

Um DataSet Tipado é um Layer (camada) entre o Banco de dados e as páginas em ASP.NET e C# ou VB. Derivado de uma Classe DataSet, um DataSet Tipado usa a informação contida em um arquivo (.xsd). Esse arquivo é um arquivo de esquema XML que permite gerar uma nova classe.

Toda a informação do esquema representado por tabelas , colunas, linhas , etc.. é gerada e compilada neste nova classe DataSet. Como esta nova classe é derivada da classe DataSet ela assuem toda a funcionalidade da…
Continuar

DataSet Tipado

Postado em 7 maio 2011 às 9:30 7 Comentários

Fica fácil perceber que o DataSet é um Layer (camada) entre o Banco de dados e as páginas em ASP.NET e C# ou VB. No Delphi tinhamos o módulo com função semelhante. A diferença é que no ASP.NET criamos o DataSet e, para usa-lo, instanciamos a classe criando uma classe derivada. Vamos criar uma aplicação para vermos como isso acontece. No VS ou outra plataforma ASP.NET iniciamos em “Arquivo” => “new” e criamos a aplicação.

 …

Continuar

Transferindo dados de uma página para outra no ASP.NET

Postado em 25 abril 2011 às 8:00 15 Comentários

Transferir dados de forma segura e confiável é um dos primeiros problemas que enfrentamos ao programar numa nova linguagem ou plataforma. O VS 2010 e o C# facilitam sobremaneira esta ação. Muito pouco código é necessario digitar. Um exemplo simples e direto é a melhor forma de mostrar isso.



Existem duas formas de fazer a transferência:

a) usando o Response.Redirect(“meuarquivo.aspx”) ?......



b) usando o…
Continuar

Caixa de Recados (13 comentários)

Você precisa ser um membro de DevBrasil para adicionar comentários!

Entrar em DevBrasil

Às 8:31 em 28 outubro 2013, Thiago Lunardi disse...

Que boa notícia João! Que bom que deu tudo certo!

Mas, se precisar novamente, estamos por aqui à disposição, blz?

#tamojunto

Às 16:42 em 8 maio 2012, Thiago Diniz disse...

caro João,

A empresa em que trabalho ela me obriga a desenvolver em vb.net. Sobri pra caramba no começo, com isso todas as classes estão nessa modalidade.

Às 13:04 em 8 maio 2012, Thiago Diniz disse...

Justamente,

como reparar parei de POSTAR no DEVBRASIL. Pois vejo apenas alunetes querendo algumas LUZ como MARIPOSAS. Ninguém nasce sabendo, aqueles que sabem alguma coisa são malhadores em pesquisas e tentativas e erros.

Para uma pequena dose, abaixo uma rotina homologada que chega e valida o CRC no protocolo RS485.

#Region " Cálculo do CRC e Tratamento de separação de Bytes "
    Friend Function CRC(ByVal buf() As Byte, ByVal lbuf As Integer) As Integer
        '-------------------------------------------------
        Dim CRC1, k As Integer
        CRC1 = &HFFFF ' init CRC
        For i = 0 To lbuf - 1 Step 1 ' for each byte
            CRC1 = CRC1 Xor buf(i)
            For j = 0 To 7 Step 1 ' for each bit
                k = CRC1 And 1 ' memo bit 0 state
                CRC1 = ((CRC1 And &HFFFE) / 2) And &H7FFF
                If k > 0 Then CRC1 = CRC1 Xor &HA001
            Next j
        Next i
        CRC = CRC1
        Return CRC
    End Function

Tenho várias classes para usar em diversas situações no que tange a comunicação serial RS485 na industria.

Às 11:49 em 8 maio 2012, Thiago Diniz disse...

João, as vezes penso em por artigos de como acessar serial em um CLP via RS485, mas ao mesmo tempo penso qual seria a vantagem nisso de apenas deixar um legado a pessoas que usam os nossos conhecimentos em proveitos pessoais. Esses grupos que vemos por ai é nada mais que salinhas de aulas de pessoas que nem pesquisam  ou testam.

Às 20:34 em 15 janeiro 2012, Leandro Carvalho Guimarães disse...

João, não sei se da para criar em tempo de execução não. Na verdade nem sei qual necessidade disso.

Às 20:15 em 15 janeiro 2012, Leandro Carvalho Guimarães disse...

Em tempo de execução eu não sei João Castro. Não sei qual a necessidade disso, quando se pensa na segurança e controle do sistema.

Mas se for uma necessidade... talvez tenha como realizar assim como realizamos manualmente. Só que só sei da forma que coloquei, usando o NuGet.

Às 13:28 em 19 novembro 2011, Rafael Martins disse...

não to conseguindo acessar seu post e por isso não consigo ver sua mensagem completa.

Às 18:23 em 5 junho 2011, Thiago Diniz disse...

Somos almas, e fomos forjados num mesmo instante. Não posso te chamar de senhor e nem tio, mas posso te chamar de amigo. Apenas pedi que cuide do seu browser aberto para que outros ou um lapso insano venha ocorrer mais uma vez. Quanto a distância, e quem disse que existe isso no universo só porque o "homem" criou essa abstração?

Abraços fraternos ....  

Às 12:56 em 5 junho 2011, Thiago Diniz disse...

João, por favor ... cuidado ao deixar seu devbrasil aberto. Isso pode causar sérios problemas na credibilidade de vossa pessoa. Eu ainda creio em sua seriedade.

Um forte abraço ....  em breve iremos conversar bem sobre comunicação serial protocolo MODBUS RS485.

 

Às 20:00 em 9 maio 2011, Thiago Diniz disse...

Olá João Castro,

São máquinas injetoras com vários moldes para fabricação de diversos utensílios. Exemplo: tampinhas de refrigerantes etc. E empresa optou do zero porque eles são do Rama Automação industrial. Estou usando uma placa microprocessadora que transmite via protocolo RS485  MODBUS para um pc onde é inserido o número de contagem pela úlTIMA pulsada para uma base de dados em MYSQL. Optamos usar o MYSQL devido sua reflebilidade de acessar remotamente VIA URL.  O PIC foi programado em C.

Fiz o sistema em VB.NET que lê OS SLAVES ( máquinas -PIC) e depois remete ao banco de dados MYSQL que está na locaweb.

Quanto a INTEGRIDADE dos DADOS, já que recebo EM BYTES, foi necessário criar O CHEKSUM onde foi a maior doidera, pois quase não existe LITERATURA EM C# ou VB.NET. Resolvi quando encontrei um algoritmo que explica bem e só assim foi possível terminar.

 

A única interface ficará na web, os getores terão uma senha e após autenticação é remetido a um "PÁTIO INDUSTRIAL" onde terão uma visão "gráfica" de suas máquinas. Toda inclusão, alteração, exclusão de qualquer rotina ou função está sendo usado em STORE PROCEDURE.

 


 

 


 

 


 
 
 

© 2017   Criado por Ramon Durães.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço