Pessoal,

 

Existe alguma forma "automática" de dizer em qto tempo o work item foi desenvolvido ou é necessário que o desenvolvedor coloque as horas totais no campo Completed Work?

 

Pergunto porque existe o campo Remaining Work que, se a contagem de tempo não for "automática", aparentemente não faz muito sentido para mim pois o dev terá que alterar sempre lá.

 

É assim mesmo que funciona?

 

Desde já agradeço pela ajuda.

 

Abs.

Exibições: 133

Respostas a este tópico

Fala Leandro,

 

Antes tarde do que nunca... :)

 

Vamos lá, nativamente não existe nenhum modelo de contagem de horas de trabalho em um work item, porém se você der uma olhada no google você vai achar alguns exemplos e até mesmo alguns relatos.

 

Geralmente o pessoal quer controlar o tempo no work item para ter uma visão de timesheet, pois os desenvolvedores, em algumas empresas, necessitam reportar as horas nos dois sistemas.

 

O controle de horas do Visual Studio não é para realizar lançamentos de timesheet. Ele tem uma visão mais gerencial de como anda o desenvolvimento da tarefa, bug ou o que for que seu processo defina.

 

Os campos Original Estimate, Remaining e Completed são utilizados na visão de gestão de projetos. Esses campos são utilizados para fazer um controle de quantas horas foram utilizadas X quantas horas foram planejadas.

 

No Original Estimate, colocamos a quantidade de horas que pensamos que vamos levar para executar essa determinada tarefa. Geralmente esse campo não é mais alterado, pois ele vai servir de base para confrontarmos o quão bem estamos ou não planejando.

 

O campo Remaing, sempre começa com o valor total de horas que dissemos que iriamos levar para executar a tarefa e durante a execução vamos atualizando para dar a idéia de quanto tempo ainda achamos que falta para realizar aquela tarefa.

 

No Completed, vamos relatando quantas horas já gastamos para desenvolver aquela tarefa, independente de termos acabados ou não.

 

Durante o desenvolvimento, teríamos sempre que alterar tanto a Remaining e a Completed assim o gerente do projeto terá uma visão de quanto falta para terminar a tarefa.

 

Em linhas mais práticas, vou usar um exemplo aqui:

Imagina que temos uma tarefa que estimamos (Original Estimate) que vamos levar 16hs para executá-la. No ínicio teremos:

 

Esitmate = 16hs | Remaining = 16hs | Completed = 0hs

 

trabalhamos durante o dia inteiro e descobrimos que na realidade a tarefa não é tão simples, e vamos precisar de pelo menos mais 8hs de trabalho, com isso teriamos a seguinte situação:

 

Esitmate = 16hs | Remaining = 16hs | Completed = 8hs

 

quando o gerente olha para isso, ele vê que teve algum problema na tarefa, pois ela vai levar agora 24hs para ser concluída (16hs + 8hs). Isso já pode dizer algumas coisas para o gerente do projeto, como por exemplo, que ou planejamos mal, subestimando o tempo; Que podemos ter encontrado um risco não avaliado e por isso levou mais tempo para resolver; ou encontramos um problema que não havia sido levantado. Com isso ele pode começar a usar algumas técnicas de gestão de projetos para tentar voltar com o projeto para o trilho.

 

Se o Visual Studio atualizasse essas horas automaticamente, não conseguiriamos ver esses desvios de planejamento. No final, teríamos o seguinte lançamento de horas:

 

Esitmate = 16hs | Remaining = 0hs | Completed = 24hs 

 

Essas informações são utilizadas muito pelos gerentes de projetos na área de conhecimento de gerenciamento de prazos.

 

Espero ter clareado um pouco. Se ainda ficou confuso, por favor, envie um comentário. Não vou demorar tanto para responder dessa vez :P

 

[]´s

 

RSS

© 2019   Criado por Ramon Durães.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço